O relacionamento do profissional da saúde e paciente à distância é válido? Por quê?

Você já pensou sobre as possíveis consequências deste relacionamento?

Sandra Rodrigues Gomes


  • Telemedicina

TELEMEDICINA é a união das tecnologias de informação e comunicações para prestar assistência médica a pacientes em pontos distantes e funciona através de transferência de informações médicas por meio de redes de telecomunicações, a recepção e o tratamento dessas informações a longas distâncias, geralmente em centrais especializadas.
A história da Telemedicina é mais antiga do que se pode imaginar... aconteceu  em 1916, durante a primeira guerra mundial, utilizando o rádio para conectar médicos   em estações costeiras ou frente de batalhas, com hospitais de retaguarda ou navios em busca de apoio e informações logísticas.

  • Relação médico-terapêuta e paciente no contato virtual

A importância da relação médico x paciente para o diagnóstico e/ou tratamento passa pelos moldes tradicionais (contato humano entre paciente e o médico) que extrapola as técnicas de modelos para diagnóstico e tratamentos. A necessidade de um contato humano e a sensibilidade individual de cada profissional da saúde para realizar esta abordagem é o segredo do atendimento.

Tendo em vista a precariedade da saúde no Brasil, o uso da Telemedicina na abordagem terapêutica pode ser vista de uma forma útil, pois levar uma tele-assistência às pessoas mais necessitadas possibilita o atendimento destes indivíduos, mesmo que a relação seja distante.

  • Os aspectos éticos e os possíveis erros médicos causados pelo atendimento à distância

Como é que estão os erros médicos no Brasil? Vai dar lucro para os seguradores?

A tele-assistência pode provocar uma gama de erros médicos devido a informalidade do profissional da saúde e o paciente dificultando a veracidade dos dados relativos ao paciente, podendo gerar diagnósticos e tratamentos falhos acarretando comprometimentos jurídicos ao profissional.

O acesso ao prontuário do paciente mediado por computador pode ter um grande risco de ser violado e acessado por um outro indivíduo com intuito de dolo que não seja seu profissional de saúde de confiança ou pelo próprio paciente.


Topo da PáginaVoltar (Back)
PúblicoProfissionaisMed. OrientalÍndice
EventosServiçosLinksSaúde Total